FECHAR
 

Siga-nos nas redes sociais:

 
Padroeiro

São Thomaz de Cantuária

São Thomaz de Cantuária (1118-1170) era um homem de inteligência brilhante, estudou filosofia, direito e teologia, em Paris e em Bologna. Tornou-se, em seguida, secretário do bispo de Cantuária, Teobaldo. 
Quando, em 1154, foi coroado Rei da Inglaterra Henrique II, um jovem de 20 anos, Thomaz, com 34, foi indicado para ser o seu braço direito, o primeiro ministro do reino. Entre os dois, cresceram amizade e estima e, em poucos anos, fizeram da Inglaterra uma grande potência. Thomaz estava a serviço do Rei, convivia com o poder e com a riqueza, mas entendeu que a verdadeira riqueza era Jesus, e deu a vida para permanecer fiel a Ele. 
Quando Teobaldo estava bem idoso, escolheu Thomaz para sucedê-lo como bispo de Cantuária. O rei Henrique II se alegrou com isto, pois desejava ser senhor absoluto, não só do Estado, mas também da Igreja. Esperava contar com o amigo Thomaz para desapropriar terras da Igreja e submetê-la ao seu poder.
Mas, Thomaz, que alimentava sua vida cristã nos sacramentos e com a amizade de grandes homens de fé e, como bispo, vivia uma vida de simplicidade e pobreza, decidiu servir a um único Rei – Jesus Cristo, e passou a defender a liberdade da Igreja. Ele não reconhecia à coroa o poder de interferir na vida da Igreja e dominá-la, reduzindo-a a uma espécie de associação beneficente.
Em 1164, Thomaz foi condenado por traição e os bens de sua família foram confiscados. Refugiou-se na França, como perseguido. Depois de seis anos em exílio, Thomaz voltou para sua terra, acolhido e aclamado em toda parte por uma multidão de fieis. Chegou a Cantuária em 29 de dezembro de 1170. Quatro cavaleiros, imaginando fazer um favor ao Rei, entraram na Catedral e o assassinaram nos degraus do altar, quando os padres cantavam as vésperas. 
Já na manhã seguinte, a multidão invocava Thomaz como santo. Sua morte despertou novo fervor cristão em todo o povo. O lugar do martírio tornou-se meta de grande veneração popular, verificando-se numerosas curas e milagres. Três anos depois, foi proclamado santo. 
São Thomaz de Cantuária foi um homem que prezou a fidelidade a Deus e à Igreja, mais do que o apego ao poder e às riquezas. E derramou seu sangue para que a Igreja continuasse livre. Ele é, para nós, um modelo de vida cristã e um intercessor junto a Deus, para que nos socorra em nossas necessidades e tribulações. 

 
 

Fale conosco

Newsletter
CADASTRE SEU E-MAIL e receba notícias atualizadas da Diocese de Camaçari

Copyright © Diocese de Camaçari. Todos os direitos reservados