Padre Luiz Felipe foi ordenado em Dias d´Avila

O Pe Luiz Felipe Montecinos foi ordenado neste sábado (07/10) em sua Paróquia de origem Nossa Senhora da Boa Viagem.

O dia 07 de outubro vai ficar marcado na história da Paróquia Nossa Senhora da Boa Viagem, em Dias D´avila,  um dia de alegria pela ordenação sacerdotal do primeiro filho da terra. Pela imposição das mãos do Bispo Diocesano Dom João Carlos Petrini, o jovem  Luiz Felipe Montecinos recebeu o segundo grau da ordem do Sacramento.

Com a Igreja repleta a celebração foi realizada na Igreja Matriz da Paróquia Nossa Senhora da Boa Viagem  e reuniu além do bispo diocesano, dom João Carlos Petrini que conduziu todo o rito, o bispo auxiliar da Arquidiocese de Salvador Dom Gilson Andrade, padres, diáconos, religiosos, seminaristas, familiares, autoridades civis e a comunidade Católica.

Durante a homilia, Dom Petrini  recordou qual missão e vocação do sacerdote “Tornar-se pai de um povo novo”. Tornar-se pai de um povo novo, no sentido que vai começando a vislumbrar o rumo para uma vida mais digna e humana e começa a ter acesso a essa luz que é Cristo e a sabedoria do evangelho. Pai de um povo novo que é o povo dos irmãos que se ajudam nas necessidades.  Povos que são amigos de Cristo e compartilham as alegrias e os desafios de todo o dia”disse  .

“Jesus é o parceiro de um relacionamento que preenche e realiza totalmente o coração do sacerdote. Ele que se torna alicerce inesgotável de um amor que é fecundo, por isso se torna pai de um povo novo. Fecundo por que gera vida mais humana, gera comunidade, gera o povo de Deus”, concluiu.

 RITO DE ORDENAÇÃO

A celebração de ordenação presbiteral segue um rito especial, está dividida em seis partes intercaladas ao longo do rito próprio da missa: eleição do candidato; homilia; propósito do eleito; ladainha; imposição das mãos e prece de ordenação; unção das mãos e entrega da patena e do cálice.

Seguindo rito a eleição foi realizada no incio da celebração  onde o candidato ao sacerdócio é apresentado por um superior e questionado pelo bispo se está apto para o presbiterato após a aprovação segue a missa com a homilia.  Após a homilia, o candidato se apresentou diante do bispo reafirmando o propósito de viver conforme a vocação, seguindo com a oração o eleito prosta-se, como sinal de sua total entrega a Deus enquanto é entoado a Ladainha de Todos os Santos.

Após a ladainha o candidato fica de joelhos enquanto recebem a imposição das mãos dos bispos e padres presentes, após a Prece da Ordenação o neo sacerdote foi revestido com os paramentos próprios:  a estola sacerdotal e a casula, sendo auxiliado pelo Pe Reinaldo Balbino e Pe Paulo Roberto Reis.

A última parte apresenta alguns símbolos, ricos em significado e que indicam o ministério sacerdotal da Ordem. Dirigindo-se ao bispo de joelho o neo sacerdote tem as mãos ungidas e envolvidas numa faixa branca, em seguida dirigindo-se a assembleia o neo sacerdote teve as mãos desatadas e beijadas pelos seus pais, que receberam a primeira benção.

O rito de Ordenação é concluído com abraço e saudação do bispo, os concelebrantes também abraçam o novo padre em sinal de acolhimento. O novo presbiterio é acolhido no presbitério onde concelebra pela primeira vez.

O agora Padre Felipe Montecinos não deixou de expressar sua alegria após ser ordenado presbítero: “Esse é um dia de grande alegria  do qual recebi a unção do Espirito Santo para exercer o ministério sacerdotal ao Cristo Bom Pastor. “Na verdade tudo é d´Ele, por Ele e para Ele” (Rm 11,36). Escolhi o lema na plena convicção que tudo procede e é destinado a Ele, somos apenas dispensadores e canais da graça cuja fonte é o mesmo Senhor”, concluiu.

 

 

Publicado : 09/10/2017