Mês Mariano : Maria: mulher de fé, discípula e mãe

Maria: mulher de fé, discípula e mãe.

Dom João Carlos Petrini
Subsídio “Os mistério de Maria segundo o Evangelho”

A Igreja nasce no coração dos homens através do dom que Jesus faz de si mesmo, pela fé que Ele desperta nas pessoas. Aquela que mais do que qualquer outra pessoa acolheu este dom, de acordo com o testemunho dos Evangelhos, foi Maria. Nela vemos a imagem vivente da mulher e do homem que acreditam. Olhando para ela podemos compreender como estar diante de Jesus, como viver com Ele, como segui-lo.

Quando, depois da Anunciação, Maria visita Isabel, ouve da prima esta palavra: “Feliz aquela que acreditou, pois o que lhe foi dito da parte do Senhor será cumprido” (Lc 1,45). A Virgem acolheu com toda a sua pessoa a promessa que o anjo do Senhor lhe fizera. Não duvidou. Zacarias, futuro pai de João Batista tinha ficado mudo por causa da sua incredulidade diante do anúncio do anjo (cf. Lc 1,20). Maria não pergunta se acontecerá o que foi profetizado. Apenas pergunta como vai acontecer. E o anjo lhe explica: “E Espírito Santo descerá sobre ti e o poder do Altíssimo te cobrirá com sua sombra” (Lc 1, 35) Aqui são usadas as mesmas palavras com as quais, no Antigo Testamento se fala da nuvem (a sombra) que cobre a Arca da Aliança. Lucas está nos dizendo que Maria é a Nova Arca da Aliança que, no entanto, não contém um livro com os mandamentos de Deus, como a antiga Arca, mas o próprio Deus feito homem.

Em seguida, o anjo dirá: “O que nascerá de ti será chamado santo” (Lc 1,35). Santo é o nome de Deus. Aquele que nascerá será Deus e, ao mesmo tempo, Filho de Deus.

Ratzinger escreveu que Maria é o modelo supremo da Igreja porque nos ensina que ela não é uma estrutura que vive de atividade mas, antes de tudo, uma esposa e uma mãe. A forma feminina, ele explica, precede a masculina. Numa Igreja que não desse lugar a Maria, o cristianismo se tornaria só burocracia e atividades.

Olhando Maria, compreende-se o que significa que a Igreja é corpo de Cristo, o corpo no qual se realiza o mistério do amor esponsal, no qual Cristo se encontra com a carne humanidade carnal de homens e mulheres, numa relação espiritual de amor-que-se-doa.

 Publicado : 08/05/2019